NEANDERTAL

Na Mídia

Postada em 2011-02-23, por: Virginia de Azevedo e lida: 2426 vezes!

NA MÍDIA

            Fazer o que? Fico feliz. Eu existo. Me fiz ser conhecida e reconhecida. A vila ganha um novo aliado para a economia do intendente. Retro e escavadeira, patrola para que? Existe na vila e o intendente não sabe uma língua enorme, gorda, achatada, sem piercing que pode tapar todos os buracos da mesma (vila) sem gasto algum, até porque a língua é sensitiva e pertence à um guru do zodíaco. Intendente use a língua. O povo agradece, aí sobra mais IPTU para gastar com certas salinhas que apenas saíram R$ 200 mil. Tadinho do beatificado. Com as águas de fevereiro a casinha de uma certa irmã de alguém, viu a coisa subir pelo vaso, foi subindo, subindo e transbordou. O cheiro é bala. Conclusão, tudo realmente perdido. E o que fez o mano? Recolhe o que sobrou e joga fora no lixão. Alguém vai se perguntar como ela soube? Eu respondo? Vileiro é vileiro.
            A língua vai, a língua vem, a língua visa a cultura e carregando o Adão que não pe o filho da Eva, embala no colinho. Mas como? Rosto a rosto. É cruel. As cheias da vila, o intendente não passa, até porque vai para Porto. Afinal, quem ama cuida.
            BALANÇA, e não é que o delegado ficou esperando algo para ver se era homem ou mulher? Tira a roupa dele e descobre afinal, já era presunto. Eu pensava que Fraga tinha aos montes na vila mas, eu descobri os Marques. Parabéns Marques, tirou a colinha. Não sei se foi para pagar a aposta ou pelo CC que ganhou. “Tudo estava igual como era antes, meu gatinho miou para mim sorrindo” aí foi para o arrrrr. E eu sou a mula, aí eu pego “o rabo dos outros”.

            * Recebendo visitas:

            Pós conversar em microfones, alguém me visitou. A mulinha gravou e alguém se ferrou. Eu não sou sanduíche mas, gostam de me cheirar. Falando em sanduíche, vou tocar no Cotoco. O Cotoco virou resto da difusão de menores e sem registro de estágio.

            * Notícias:

            O dindo agora está em uma rádio com o tal de Gugu e o salário é o mínimo.

            O Cotoco é curto, gordinho, gosta da curtida, é meu amigo e virou “resto”. Um tal de Broda, meio que medroso, passou a mão no Cotoco valente, mesmo pensando que o coitado parecia uma tartaruguinha, é que ele sabe que salva o Cotoco é uma jibóia. Quem é Marques sabe mas, eu gosto de Marques com palavra e há pessoas já dizendo que a jumenta haveria brigado com ele. Mentira. A jumenta somente cobrou a aposta. Isto é um grande jogo de xadrez. Creio que fizeram um “trabalho” pois a jumenta também é acusada de ser mãe do santo. Mas santo tem mãe? Quem tem é o frade e duas. Deixamos a luz do mundo brilhar na capela ou pensa que castidade existe?

            * Dicas:

            O Cotoco tem bodega e só entra bicho: O boi, o cadela e a jibóia sentadinha. Obs.: Na carroça da jumenta existe uma caninana.

            INTENDENTE, quem matou a egípcia? Foi uma cobrinha imperceptível, mas cobra.

            * Encontros:

            Não reconheci a dona das éguas. O Rangel se escondeu e o Cotoco posso dizer que estuda para escrever e-mails.

            * Conselho:

            Tribuna lê a coluna antes do barraco. E cadê meu amigo da banda. Está caladinho. Te cuida, elíptico, pois quando afrouxa vai ter que correr para outra pia, pois a da Cultura não dá mais. Fechou.

            Voltando ao Marques 2011 literalmente disseram que o vaselinava. Literalmente não é verdade, até porque alguém que já faz isso por mim: Um grande amigo do zorro. Gordinho, baixinho, comilão também segura o saco de alguém e tudo mais. “E vem com nóis”. O nome? Não é o Cotoco não, é o sargento Garcia da vila. E lá vai a jumenta.

            * Pré-candidato atenção:

            Segundo a nova lei da presidenta é proibido falar de política agora. Só in-off. Sabe como é, está todo mundo torcendo “com nóis” para te ver, viu? Ver o que? O tombo novamente. É bom decidir entra lado A ou B. Por onde anda o julho frio...
            Parabéns iluminados, a companhia de luz possui um gênio e não conhecíamos. Que mal tem ficar sem luz? O salvador da pátria ganha e deu para vocês.

            * Terminando:

            Juntem as merdas, a jumenta está de pá na mão e os cubos estão vazios. Quero subsídios. Valeu pai, veio, catou e “fufu” gatinho. Quase ía me esquecendo, a jumenta foi elevada a categoria de periquita. Lamento dizer que não gostei. Periquito só grita, faz muito barulho. A jumenta é um bicho santo. Alguém sabe quem é o Cotoco. A jumenta tem um pupilo inteligente. Descobriu o que era a vila. Valeu.


Recomendamos